Porque há tantas Rotas “Caminho de Santiago”?

img 4204

Após a descoberta do túmulo de Santiago, muitas pessoas quiserem ir ver o sepulcro do Apóstolo. Facto esse que levou muitos peregrinos a percorrem as mesmas estradas. Por sua vez os peregrinos precisavam de dormir e de ter cuidados médicos, surgindo assim os primeiros locais de pernoita, estando quase sempre ligados à igreja.
Dessa forma, e para que os peregrinos de alguma forma conseguissem chegar de maneira segura a Compostela, houve necessidade de começar a fazer sinalizações ao longo do percurso.
Houve até que o Caminho não passasse por suas terra, pois diziam que poderia trazer pessoas más às suas propriedades.
Começaram então a surgir voluntários, através de inúmeras associações que começaram a marcar o caminho de forma a que este se tornasse “oficial”.
Existem muitos caminhos oficiais, e um inúmero de variantes, ou alternativas a esses itinerários principais, mas de certa forma o Caminho deverá ser sempre todo o percurso que o peregrino percorra, seja ele o oficial ou não.
Todo o Caminho de Santiago tem como objectivo, a chegada a Compostela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *